Serviços goianos crescem 9,4% na comparação com 2021 

Setor atinge 20ª alta consecutiva em relação ao mesmo mês do ano anterior. No acumulado de 2022, expansão alcança 9,1% no Estado

O setor de serviços em Goiás registrou alta de 9,4% em setembro, na série sem ajuste sazonal, ou seja, na comparação com o mesmo mês de 2021, atingindo a 20º alta consecutiva. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta sexta-feira (11/11).

No mês de setembro, a variação foi de -0,1% na comparação com agosto, na série com ajuste sazonal. Entre janeiro e setembro deste ano, o volume de serviços subiu 9,1% em Goiás, enquanto que, no acumulado de 12 meses, cresceu 8,7% no Estado. O avanço foi puxado pelo crescimento de quatro das cinco atividades pesquisadas.

A maior alta ficou por conta de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, que registrou 32% no mês, na comparação com o mesmo período do ano anterior, obtendo o 19º aumento seguido. Com isto, o setor acumula variação de 25,5% no ano de 2022 e de 22,1% em 12 meses.

Em seguida, aparecem serviços de informação e comunicação, que tiveram alta de 0,9% em setembro; e, depois, serviços prestados às famílias, com peso relevante, frente aos 0,5% de avanço, acumulando 21,7% em 2022, e 20,1% nos últimos 12 meses.

As atividades turísticas também registraram crescimento em Goiás, em setembro, com alta de 1,6% em relação a agosto deste ano, na série com ajuste sazonal. Já na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o setor avançou 6,2%, sendo a 18ª alta seguida. Desta forma, o turismo goiano acumula crescimento de 22,7% de janeiro a setembro de 2022, e de 21,6% nos últimos 12 meses.

Por outro lado, os serviços profissionais, administrativos e complementares apresentaram queda em setembro (-1,8%) e no acumulado do ano (-1,7%), embora tenham registrado 1,0% de alta no acumulado dos últimos 12 meses em razão de avanços de outubro a dezembro de 2021.

O titular da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviços, Joel de Sant’Anna Braga, comemora o crescimento. “Apesar da retração de agosto para setembro, os serviços goianos seguem registrando altas no acumulado do ano e em relação ao ano anterior, e as previsões são positivas para os próximos períodos, já que temos intensificado os trabalhos em busca de mais crescimento”, declara Joel.

Nacional  
No país, o volume de serviços cresceu 0,9% na passagem de agosto para setembro, quinto resultado positivo seguido, com ganho acumulado de 4,9%. O ampliou o distanciamento em relação ao nível pré-pandemia, já que se encontra 11,8% acima de fevereiro de 2020, e alcançou o patamar mais elevado da série histórica iniciada em 2011, superando novembro de 2014. Em relação a setembro de 2021, o volume de serviços avançou 9,7%, registrando a 19ª taxa positiva consecutiva.

O setor de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (15,3%) exerceu a principal contribuição positiva sobre o volume total de serviços. Os demais avanços foram registrados em serviços de informação e comunicação (6,0%); profissionais, administrativos e complementares (6,9%); prestados às famílias (17,8%) e outros (2,6%).

Foto: Rodrigo Cabral


Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviços - Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.